5 passos para montar uma Loja Virtual de Sucesso

Tempo de leitura: 13 minutos

1-Estudo de Mercado

Na hora de empreender, começar um novo negócio ou até mesmo expandir o seu negócio para novas plataformas de venda é sempre importante separarmos o “feeling do empreendedor” dos fatores de mercado apresentados.

 

Como qualquer outro negócio antes de começar uma loja virtual ou sair comprando estoques de produtos, o estudo de mercado serve para que possamos analisar a viabilidade do produto ou serviço que sua loja virtual irá oferecer.

 

Separamos alguns links para facilitar seu estudo de mercado para sua loja virtual

Ecommerce Brasil – Está em dúvida sobre informações sobre o porquê montar sua loja virtual e em qual setor seguir? O maior portal sobre Ecommerce do Brasil oferece diversas matérias de estudos de mercado.

http://www.ecommercebrasil.com.br/

Google Think – Quer saber mais sobre em qual setor atuar? Na plataforma Google Think você conseguira ver alguns cases e estudos feitos pelo próprio Google.

https://www.google.com.br/think

Google Adwords – Se você já possui o segmento e produtos que venderá no seu e-commerce, uma opção para saber qual é a demanda existente para o seu produto é a utilização do Google Adwords. Com essa ferramenta conseguirá saber a busca média sobre os produtos que possíveis consumidores da sua loja virtual estão procurando.

Dica: Após criar sua conta entre em planejador de palavra-chave

https://www.google.com.br/adwords/

2-Planejamento de Financeiro

Está aí um dos temas que muitos empreendedores e até mesmo levando para o controle financeiro pessoal deixa-se de lado. Não é difícil encontrar pessoas que mesmo em suas finanças pessoais deixam de dar a devida atenção a esta área tão importante.

Não entraremos em muitos detalhes sobre finanças, mas daremos algumas dicas essenciais para que você possa ter o controle básico do financeiro da sua empresa.

Não misture conta pessoal com a conta jurídica – Um dos erros mais comuns em jovens empreendedores e até mesmo empresários que estão a um bom tempo no mercado é misturar essas contas.

Imagine você ter uma única conta, tudo misturado. Como irá identificar o que é Seu com que é da empresa? Como irá identificar quais os maiores custos que a sua empresa tem para que possa trabalhar em cima deles?  Conseguiu ver como muitas perguntas irão ficar sem resposta?

Separe as contas para que consiga administrar o dinheiro da sua empresa e também fazer o controle do seu próprio pró-labore.

Corte custos desnecessários – Identifique os custos que possam ser cortados para que possa equilibrar melhor as finanças da empresa e possa direcionar para investimentos que trarão retornos planejados.

Planeje suas compras – Evite custos desnecessários. Planeje bem suas aquisições, seja um notebook, novos produtos, renovação de estoque ou até mesmo mudanças de local e layout de trabalho.

Acompanhe o fluxo de caixa – Acompanhe de perto o movimento das contas, o que sai e entra no caixa da sua empresa. Assim poderá identificar períodos de entrada de recurso e também como mencionamos acima, identificar os gastos que poderão ser revistos e melhor alocados.

Tenha uma sistema de controle – Hoje em dia há diversos software de controle financeiro no mercado, inclusive gratuitos. Mesmo que utilize um caderno ou uma planilha em Excel, o importante é não perder o controle financeiro da sua empresa.

Obtenção de recursos – Este ponto deve ser visto com um certo cuidado. Caso venha precisar de recursos para iniciar ou expandir seus negócios, a recomendação é recurso próprio. Mas nem sempre você terá o suficiente para sua empreitada. Com isso, é de extrema importância o planejamento para que evite juros ainda mais elevados e tomada de decisão desesperada que possam comprometer o futuro do seu negocio.

Podem parecer dicas simples e óbvias, mas boa parte das empresas que abrem no Brasil não completam 5 anos de vida por causa de uma ou mais dessas ações.

Procure seguir esses passos e também se aprofundar no tema no intuito de controlar e fazer o seu negocio prosperar. Outras áreas como marketing, operações, logística são muito importantes, mas finanças é algo que não tem pra onde correr, é lá que você irá saber como está a saúde da sua empresa.

3-Planejamento de Plataforma

Para falarmos de plataformas de e-commerce antes de mais nada precisamos estar bem cientes do que queremos em termos de funcionalidades, design, sistemas de estoque, sistema financeiro ou integrações com sistemas de terceiros.

Por que é tão importante incluir a plataforma dentro do seu planejamento estratégico?

Um dos fatores que mais causam atrasos de projetos e até mesmo prejuízo para novas empresas entrando no universo online é não ter se planejado antes de iniciar o projeto, devido a vasta oferta no mercado de e-commerces onde você pode “criar o seu e-commerce em 10 minutos” muitas empresas caem em um caminho onde perdem muito tempo.

O passo mais importante na escolha da plataforma é a definição de quais recursos a plataforma precisa ter para atender o seu negócio, por exemplo:

Digamos que você tenha uma rede de lojas físicas que já opera a alguns anos, essas lojas possuem seu próprio sistema de controle de estoque e financeiro.

Como unificar isso a sua loja virtual?

Se você pretende trabalhar de forma separada podemos te informar que está no caminho errado, são essas e outras questões que você deverá analisar com calma antes de decidir qual plataforma lhe atenderá melhor.

Vamos falar um pouco sobre as plataformas existentes no mercado e suas vantagens e desvantagens:

Plataforma proprietária (Código Fechado)

São plataformas de código fechado, ou seja, suas funcionalidades e recursos são decididos pela empresa fornecedora da plataforma, e o código fonte é da propriedade da mesma, não havendo possibilidade de modificação, os recursos são informados no momento da negociação ou informação exposta no site do fornecedor.

Vantagem – A empresa fornecedora fica responsável pelo sistema, infra-estrutura de servidores, integração com sistemas (caso tenha) e meios de pagamento.

Desvantagem – Geralmente não possui customizações e personalização de alto nível para você, o código fica em mãos do fornecedor da loja e o custo de Setup (Configuração, implementação do layout e customizações) geralmente é alto.

Plataforma Opensource (Código Aberto)

São plataformas desenvolvidas com código aberto, geralmente por uma empresa ou equipe de desenvolvedores independentes que decidiram unir seus conhecimentos e criar uma solução ao nível das plataformas sofisticadas no mercado.

Esse modelo é utilizado por empresas intermediárias, EX: Agências Digitais, Produtoras Web ou Profissionais Independentes, pois como o código é aberto proporciona uma liberdade na etapa da criação da loja e alto nível de customização.

Vantagem – Não há custo pela plataforma, o que existe é um custo de desenvolvimento e manutenção, o código é aberto, isso facilita o trabalho caso tenha uma equipe de desenvolvimento ou algum profissional especializado, proporciona um alto nível de personalização do Design, possui todos os recursos que uma loja proprietária fornece,  integrações com marketplaces, meios de pagamento e ferramentas de marketing digital, e mais de 2 mil módulos disponíveis por empresas de terceiros para integração.

Desvantagem – Necessita de uma empresa especializada no desenvolvimento ou profissional especialista, como o código fonte é livre após o desenvolvimento ele é pertencente a você, caso não tenha conhecimentos técnicos e quiser migrar de servidor de hospedagem terá que contratar uma empresa ou profissional especializado.


Plataformas Alugadas (Código Fechado)

Esse é um dos modelos mais populares na internet entre pequenos empreendedores, são plataformas e lojas prontas onde você pode personaliza-la, inserir logo, banner e produtos diretamente após assinatura e adesão do sistema, ficam em nuvem assim como as plataformas mencionadas anteriormente.

Vantagem – A principal vantagem desse modelo é o preço, como são plataformas mais simples possui um preço muito acessível onde até mesmo pessoas físicas conseguem arcar, é simples de inserir informações e produtos,além de possuir as principais integrações ativas com os meios de pagamento.

Desvantagem – Por ser um modelo estipulado e moldado, você se adapta a loja não ela ao seu negócio. Nesse caso não é indicada para empresas que possuem redes físicas e sistemas de terceiros que precisam ser integrados. O design é padronizado, basicamente igual para vários lojistas onde o diferencial é apenas o logo e produtos, possui níveis de customização básica, muito difícil de expandir caso seu negócio cresça.

4-Planejamento de Logística

Um grande desafio para as lojas virtuais é a logística, tão para grandes quanto pequenas lojas. Envio de um produto errado, fora do prazo combinado e até danificado é praticamente como perder um cliente. Por isso iremos colocar os pontos que você deve se atentar no planejamento logístico.

Organização antes é a chave antes de começar as vendas

A utilização de um sistema de gestão empresarial (ERP) irá ajudar a manter tudo alinhado

Gestão de Estoque

Trabalhe com o estoque do seu fornecedor automatizando esse processo para com que exista um controle no seu fluxo de caixa e deixe seus clientes satisfeitos com o prazo da entrega, pois no momento que um produto sair de estoque, um e-mail é encaminhado avisando seu fornecedor sobre o produto que você deseja.

Prazo de entrega

Lembre-se que o prazo é um dos pontos primordiais na credibilidade da sua loja virtual, antes de prometer prazos impossíveis de serem compridos é sempre bom possuir uma margem de segurança. Se você possui uma loja física pode utilizar essa vantagem a seu favor para comunicar aos clientes que eles possuem também a opção de retirar os produtos na loja física.

Rastreamento

É importante oferecer um sistema para o cliente que permita o acompanhamento da compra realizada.

Empresas responsáveis pela entrega

Os correios possuem 70% do market share das entregas no Brasil, mas existem diversas alternativas como a Axado,Total Express, entre outras. Veja os preços, pois como é o cliente que paga o frete, um bom preço irá se tornar um diferencial. Tente disponibilizar todas as opções possíveis: Loja Física (se tiver).transportadora, motoboy, Sedex, e-Sedex ou PAC.

Processos de troca

Logística reversa use e abuse dela, pois às vezes o cliente comprou um produto com tamanho ou cor que não era seu gosto pessoal – isso é natural, para que ele não se arrependa de comprar pela internet. Como cortesia, independente do motivo, não cobre o primeiro frete da troca. No site crie uma página explicando passo a passo de como funcionam as trocas e devoluções.

5-Planejamento de Marketing

Quer saber como sua marca irá impactar o mercado e como conseguir aumentar o seu marketing share?Mesmo sendo uma loja virtual iniciante, a etapa de planejamento do marketing é essencial para isso.

Posicionamento de Marca

O posicionamento é a forma de fazer com que os clientes e consumidores vejam o diferencial que a sua marca possui para com os seus concorrentes. O tempo para posicionamento da marca depende de ações e estratégias tomadas.

Comunicação com consumidor

O modo de diálogo com o consumidor é importante, pois isso irá ditar a forma de como o consumidor enxergará a sua como aquela marca chata ou se tornarem advogados da sua marca.

Redes Sociais

As redes sociais como Facebook,Instagram,Twitter,Google Plus e Pinterest entre outras veem se tornando cada vez mais parceiras das marcas. As formas e estratégias de impactar consumidores podem ser variadas e o mais importante para quem está montando a sua loja virtual é que o custo beneficio é baixíssimo comparado com as mídias convencionais.

Para saber um pouco mais, entre nessa postagem que nós desenvolvemos 7 passos essenciais para divulgar sua loja virtual

7 passos essenciais para divulgar sua loja virtual

Search

Os mecanismos de buscas nos ajudam a impactar especificamente o que um determinado consumidor procura seja produto ou serviço. Nós podemos utilizar duas formas de alcançar esses consumidores através de mídia paga (Google Ads, Bing Ads e etc) ou mídia orgânica (através da SEO).

Marketplace

E-marketplace ou mais conhecido como Marketplace, nada mais é que um espaço de compras online onde são agregados diversos produtos de lojas diversas.

Uma analogia simples é comparar o E-marketplace com um Shopping no mundo offline, nele estão diversas lojas em um único espaço ofertando seus respectivos produtos.

Uma das grandes vantagens em utilizar um Marketplace é que dependendo de qual estágio o seu negócio está ele se torna muito vantajoso e viável. Um exemplo bem conhecido é o Mercado Livre, nele é possível realizar vendas de diversos produtos, você sendo pessoa física ou jurídica, possui meio de pagamento integrado, comentários de clientes para tirar dúvidas e algumas funcionalidades como integração com lojas virtuais.

Em alguns casos mais avançados quando você possui uma loja virtual e deseja expandir o alcance do produto, um bom marketplace serve como um impulsionador vantajoso para o negócio, pois é uma fonte de tráfego qualificado para sua loja.

Um ótimo exemplo é a plataforma que utilizamos em nossos projetos, o OpenCart. Com ele é possível realizar uma integração com mercado livre, onde um produto que você deseja que apareça no mercado livre seja inserido diretamente pela sua loja. Essa ação permite um alcance excelente do seu produto e te torna independente por um instante de clientes vindos de fontes como campanhas do Google Adwords ou Facebook Adwords.

Influenciadores

A utilização de influenciadores é  importante, pois eles possuem audiência qualificada e por assim dizer sua palavra é lei para quem acompanha os seus conteúdos, seja Um blog,vlogs ou nas redes sociais.

Crossmedia

Nada mais é do que a ligação de meios de comunicação. Esse tipo de ação acontece quando em uma campanha utilizamos diversas mídias para contar uma história.Mas utilizando cada mídia de uma forma. Por exemplo: Quando uma campanha está sendo veiculada na televisão, pede para você acessar o site e compartilhar nas redes sociais uma hashtag. Isso é utilização de Cross media.

Esperamos que essas dicas tenham ajudado a clarear um pouco mais suas dúvidas.

BANNER BLOG - GUIA