Email Marketing – Uma ferramenta poderosa

Tempo de leitura: 4 minutos

Email Marketing – Uma ferramenta poderosa


Nomenclatura, estratégia, barba, cabelo e bigode. 

Produzir um texto sobre e-mail marketing não é nada fácil. O tema parece tão simples e sucinto, mas na verdade se desenrola em inúmeras vertentes. Por isso e para produzir um conteúdo com verdadeira relevância, resolvi dividir esse texto em alguns tópicos que classifico como essenciais para todos que querem conhecer o e-mail marketing antes de se aprofundar em teorias e técnicas.

E então, vamos lá?

  1. Mini dicionário do e-mail marketing

Explicar termos é importante para que você não precise sair correndo daqui para o Google a fim de encontrar o significado para as palavras estranhas que direi a seguir.

  • Mailing: banco de e-mails de consumidores que se identificam com o seu negócio e que podem vir a ser clientes em potencial. Quanto mais completo e segmentado o mailing, maior a chance do seu disparo de e-mail marketing dar certo.
  • Formulário opt in: quando um usuário se cadastra voluntariamente em uma base de e-mails de determinada empresa/marca, ele entra para a lista de opt in. Um formulário de inscrição para captura de e-mail voluntário é uma estratégia simples e eficaz.
  • Spam: com a ascensão do disparo de e-mail marketing nasceu a venda ilegal de mailing. Com isso, todos nós recebemos diariamente centenas de spams. Ou seja: e-mails de empresas que nos enviam conteúdo sem que nós tenhamos permitido.
  • Newsletter: a newsletter funciona como um boletim de notícias. “Traduzindo” para o português claro, ela deve ser uma forma de informar e não de vender, diferente do e-mail marketing.
  1. A ferramenta e como utilizá-la da melhor forma

Agora que você já sabe o que significa essa batalhada de termos, #partiu conhecer a ferramenta!

O e-mail marketing surgiu praticamente junto com a disseminação da internet no Brasil, em 1997, para substituir a tradicional mala direta.

Com o passar do tempo a ferramenta começou a ser usada de forma equivocada, lotando a caixa de entrada dos usuários de spam, mensagens em excesso e propagandas diárias.

Por isso e a fim de alcançar um melhor relacionamento entre marca e consumidor, foram criadas as boas práticas do e-mails marketing. A partir daí as marcas conscientes andam numa constante para organizar de forma cada vez mais atrativa o envio de e-mail a seus clientes. Como?

  • Segmentando interesses
  • Dividindo entre categorias: sexo, faixa etária, ticket médio
  • Oferecendo descontos realmente exclusivos em datas especiais, como no aniversário, por exemplo.
  • Enviando e-mail para pessoas cadastradas voluntariamente

Realizar esses quatro passos citados acima é o início perfeito para um relacionamento lindo e duradouro entre marca e cliente. Posso até ver os ♥ se formando!

Ah! E é super relevante lembrar que com esse passo a passo alguns mitos foram definitivamente desmentidos. Alguns diziam que o que otimizava o envio era a quantidade de e-mails, enquanto outros falavam que quanto mais disparos mais fácil o cliente se fidelizava. Gente, mas que maluquice.

Ainda bem que com o tempo tudo fica mais esclarecido e as ferramentas vão sendo usadas em prol do usuário, com usabilidade e sem achismo.

  1. Escolha muito bem a plataforma de disparo

Fica difícil indicar empresas de disparo sem “puxar sardinha” para alguém. Por isso e para nos mantermos imparciais, selecionamos pontos cruciais que devem ser oferecidos como “plano básico” de qualquer empresa de disparo que se prese. Assim você consegue escolher a melhor e mais rentável, de acordo com as suas necessidades.

Atente-se e saiba como escolher dentre as diferentes opções do mercado:

– Gerenciamento da base de contatos

– Criação, agendamento e disparo online de campanhas

– Relatórios de abertura, clique, optin (inscrição) e optout (cancelamento)

– Hospedagem do e-mail marketing (html e imagens)

– Personalização de e-mails, como a inclusão do nome do destinatário dentro da mensagem

– Não exige instalação de software no computador – funciona online via navegador

– Envio segmentado através das bases de e-mails

– Codificação da URL

4. Siga os passos e se jogue no e-mail marketing, baby

Bom, o título do tópico já fala por si só. Desacredite em tudo o que você leu dizendo que e-mail marketing é estratégia antiga e furada. Que nada! Sabendo usar ele se torna um grande aliado do seu negócio. Siga os passos e aproveite a conversão.

BANNER BLOG - GUIA